Gestão de Eventos em Municipios. Saiba como a tecnologia ajuda a criar impacto junto do público.

A gestão de eventos em Municípios é uma atividade com exigências nos novos tempos e que ao adaptar-se, melhora a qualidade do trabalho de quem organiza e da experiência de quem vive os eventos.

Parecem já longe os tempos onde cartazes, posters no “Café Central” e publicações nos jornais locais eram suficientes para cativar participantes nos eventos ao público.

Hoje com a Internet, e declínio da publicidade e comunicação tradicional o evento pode acontecer mesmo à nossa porta e não darmos por isso, ou invés, podemos captar interessados de outras partes do país.

E tão ou mais importante é perceber como o evento é sentido, qual a perceção e o resultado que pode trazer para a economia local e para o bem estar da população.

Já não é suficiente ter “casa cheia”. Queremos cada vez mais saber como está cheia. Há por isso informação relevante:

– Gasto médio por visitante

– Peso Locais vs Turistas

– Satisfação, recomendação e intenção de regresso

– Visibilidade e partilha nas redes sociais

– Opinião dos agentes locais

Entre outras informações e métricas.

 

Tudo o que é medido, é gerido.

As ferramentas digitais permitem fazer uma gestão de eventos em municipios nas três fases principais. Então o que pode ser pensado, executado e medido?

 

Planeamento, preparação e comunicação

 – Criação de uma página para o evento (site e Redes Sociais) com visibilidade para parceiros locais (hotelaria, restauração, atividades), pontos de interesse, coordenadas, agenda, como chegar, história, permitindo ao visitante “viver” o evento e a cidade mesmo antes de começar. Conheça aqui uma.

– Comunicação digital segmentada – famílias, interesses, demografias, com conteúdo relevante para cada segmento. Cada vez mais, queremos conteúdos que nos digam algo e num mesmo evento podem existir vários momentos diferentes, para públicos diferentes.

 – Publicidade digital – nas redes sociais e motores de busca é possível chegar a um grupo específico com custos controlados, rapidez de execução. Fica aqui um exemplo de planeamento de Facebook de segmentação para o interior e centro para público de pequenos negócios de uma determinada idade

segmentação campanha Facebook

– E porque não enviar email ou SMS aos Munícipes para lembrar o que podem encontrar no evento?

 

Durante o evento

– Aplicação Móvel – notificações, agenda, patrocinadores e parceiros, fotos e vídeos, contactos, tudo o que pode ser encontrado à distância de um dispositivo móvel. Até há poucos anos, pelos custos, complexidade e tempo, seria impensável pensar nesta solução. Agora, ainda para mais com a utilização massiva de smartphones e tablets, é um investimento controlado e com retorno.

 – Envolvimento – Concursos, votações, inquéritos, estudos de perfil, saber quem está, como chegou, perceber e partilhar para criar apego.

 

Pós-evento

– Avaliação de satisfação – Lembra-se das páginas, da aplicação móvel? Também ajudam a avaliar a satisfação. Saiba o que pensam, dirija-se a eles, e melhore as próximas edições. Recolha testemunhos, o evento não acaba quando as luzes se apagam.

Report avaliação de satisfação de clientes HappyOrNot

Comunicar, envolver, partilhar, avaliar. Nunca como hoje foi possível a interação com a comunidade melhorando e percebendo a economia, a satisfação, aquilo que é importante.

 

Páginas de inscrição, aplicações móveis, comunicação segmentada, avaliação de satisfação.

Para criar eventos memoráveis para os participantes e para melhorar a Gestão de Eventos em Municipios.