Estudos de Mercado para empresas: Ferramentas e motivos para fazer em todas suas fases

Os estudos de mercado estão associados historicamente a pesquisas de lançamento de produtos, serviços ou empresas, por forma a definir o público-alvo, a comunicação, os argumentos de venda e mesmo a viabilidade, entre outras variáveis.

Com a crescente preocupação com a satisfação dos compradores/consumidores/utilizadores, surgiram os estudos de satisfação, que, à sua maneira são estudos de mercado.

Quem gosta mais, quem recomenda, quem investe mais, quando consome, qual o perfil, tudo isto pode ser obtido num estudo de satisfação.
Sim, a classificação de 1 a 5, as perguntas fechadas podem dizer muito do perfil do cliente.

 

Estudos de Mercado para Empresas: em que fases?

Do início da empresa à Internacionalização
Já imaginou investir 50.000€ ou 100.000€ ou mesmo mais sem fazer um estudo de mercado? Pois, mas é o que mais de 80% das novas empresas faz, não investe. Investe dezenas ou centenas de milhares de euros e “esquece-se” de perguntar primeiro se há alguém interessado no serviço ou produto.

Aqui, em nota de rodapé existem os Vales Empreededorismo e demais incentivos do Portugal 2020 que auxiliam nestes investimentos.

Temos portanto novas realidades e mesmo dentro da mesma empresa, com o mesmo produto, pode ser necessário “ir ao mercado” novamente com novos estudos de mercado, desta feita quando existe um plano de internacionalização.

O consumidor diverge de país para país, de região para região, e a análise pode versar também sobre os concorrentes, a legislação, a a economia local.

 

…mesmo em recuperação de insolvência…

Parece tabu, mas neste caso, mais do que nunca os estudos de mercado fazem sentido: até podem existir vendas, clientes, mas há algo que não bate, e bem elaborado pode ser a diferença entre viver e morrer.

 

Mas e como podemos fazer estudos de mercado para empresas?

 

Nos últimos 10 anos muito mudou neste serviço. E passamos desde já a algumas alternativas:

Estudo presencial com entrevistadores munidos de tablets – para estudos mais exaustivos, com abrangência local ou regional, e integração imediata dos dados, onde o público é escolhido “a dedo”. É uma evolução dos “estudos em papel”;

Social Media Research – com o potencial da segmentação das Redes Sociais, é possível questionar utilizadores da Europa de Lesta que gostem de corrida, com mais de 35 anos, homens, sobre um determinado tema. É uma das novas tendências a ter em conta, com um ROI muito interessante;

O “velho” email marketing e SMS Marketing – são canais muito interessantes com importante ressalva da autorização dos dados e do conhecimento da marca. Sem isso, além das implicações legais, a taxa de resposta é diminuta

– HappyOrNot, Tablet Checkout  nos pontos de saída de compra – outra nova tendência muito útil para aferir satisfação, com utilização de meios digitais, em que existem por exemplo os terminais multibanco.

 

E que perguntas?

Depende do que quer saber. Mas há milhares de exemplos que podem ser adaptados das mais conhecidas plataformas.

Seja no início, no crescimento ou na reestruturação, a nível local, nacional ou mundial, os Estudos de Mercado  para empresas (ainda) são a melhor forma de alinhar a estratégia e validar ou refutar ideias e pressupostos e quem sabe ganhar muito dinheiro ou evitar grandes perdas.

É um dos nossos serviços core e desde tablets, entrevistadores, social media research, happyornot, aplicações móveis e investimentos Portugal 2020, temos o trabalho de terreno para ajudar.

Se quiser saber mais, contacte-nos pelo 938297575 / 308802975 ou em conhecer@asserbiz.com